Voltar

13
Mai

Mercado físico do boi volta a cair com oferta em bom nível

Chegada de uma frente fria na próxima semana será mais um fator relevante de pressão de baixa sobre a arroba do boi gordo, uma vez que deve acelerar a deterioração das pastagens
Mercado físico do boi volta a cair com oferta em bom nível

O mercado físico do boi voltou a se deparar com preços mais baixos em algumas regiões produtoras nesta quinta-feira (12). Segundo o analista de Safras & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, o ambiente de negócios ainda sugere pela continuidade do movimento de queda, em linha com o avanço do volume de oferta no mercado doméstico. A oferta de boiadas segue em bom nível, algo natural para a época do ano.

“Somado ao incremento de oferta de animais terminados, a manutenção do embargo provisório imposto pela China a algumas unidades frigoríficas brasileiras segue produzindo distorções regionais na formação de preço”, assinalou Iglesias.

Por fim, a chegada de uma frente fria na próxima semana será mais um fator relevante de pressão de baixa sobre a arroba do boi gordo, uma vez que deve acelerar a deterioração das pastagens, principalmente em Mato Grosso do Sul e resultar em menor capacidade de retenção por parte do pecuarista.

Em São Paulo, Capital, a referência para a arroba do boi ficou em R$ 320,00 a arroba. Em Dourados (MS), a arroba foi indicada em R$ 291,00.

Em Cuiabá, a arroba ficou em R$ 288,00. Em Uberaba, Minas Gerais, preços a R$ 290,00 por arroba. Em Goiânia, Goiás, a indicação foi de R$ 290,00 para a arroba do boi gordo.

Atacado do boi

No mercado atacadista, o dia foi de preços mais baixos para a carne bovina. Segundo Iglesias, o ambiente de negócios ainda sugere pela continuidade deste movimento no curto prazo, em linha com o consumo mais tímido ao longo da segunda quinzena do mês. “Além disso, os frigoríficos ainda se deparam com escalas bastante confortáveis, ou seja, isso também pode ser traduzido em aumento do estoque de carne. O padrão de consumo para 2022 ainda remente a uma maior demanda por proteínas mais acessíveis, a exemplo do frango e dos ovos”, disse ele.

O quarto traseiro foi precificado a R$ 23,20 por quilo, queda de R$ 0,60. O quarto dianteiro foi cotado a R$ 16,40 por quilo, queda de R$ 0,25. A ponta de agulha cedeu ao patamar de R$ 16,30 por quilo, queda de R$ 0,20.

Câmbio

O dólar comercial encerrou a sessão em baixa de 0,07%, sendo negociado a R$ 5,1410 para venda e a R$ 5,1390 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,1060 e a máxima de R$ 5,2090.

Fonte: Canal Rural

Imagem: Canal Rural

PARCEIROS DA AGN

ABCZ
CANAL RURAL
CANAL RURAL
NELORE BRASIL
SGPA
NELORE BRASIL
BAYER

INSTAGRAM

AGN - Associação Goiana do Nelore
Rua 250 S/Nº Parque de Exposição Pedro Ludovico Teixeira
Vila Nova - Goiânia - GO (74653-200)
Telefone (62) 3203-1314